caes.portais.ws

visite






Treino
Os gatos não são treinados, educados ou disciplinados (como preferir) da mesma forma que os cães. Os cães formam uma hierarquia social, que o homem usa para adestrá-lo, tornando-se o seu chefe.

Os gatos formam grupos sociais apenas em caso de necessidade e esse grupo respeita territórios e não um chefe.

Portanto, de nada vale bater no seu gato ou usar outra punição física qualquer. Apenas o fará temê-lo. E daí não resulta qualquer vantagem para si.

Como os gatos detestam serem surpreendidos, use objectos que produzam barulho, como uma lata de refrigerante com algumas moedas dentro, sempre que o surpreender a fazer algo que não quer que ele faça. Mas a repreensão só funciona se for feita na hora em que ele está a ter o comportamento inadequado. Como é lógico, depois já não resulta, pois o gato é incapaz de associar os dois factos.

Outro método consiste em empurrar a cabeça do gato, com a palma da mão. Não bata, apenas empurre a cabeça com gentileza, mas dizendo um “não” firme.

Ter gatos é como ter crianças pequenas em casa. Mantenha objectos quebráveis ou perigosos longe do seu alcance, as estantes de livros devem ser estáveis e firmes, assim como prateleiras, etc.

Treine seu gato desde pequeno. É mais fácil que ele aprenda nessa idade o que pode e não pode fazer. Tome atenção que, por vezes, alguns comportamentos que são engraçados quando eles são gatinhos, deixam de o ser quando se tornam adultos, mas já é então um pouco tarde para ensiná-los.


fonte: www.petfeliz.com.br (adaptado)